O nome do Karatedō

Você sabe como o Karatedō tem este nome? 

É uma história muito interessante...

A maioria das pessoas pensa que o Karatedō é uma arte marcial muito antiga.

Porém, na realidade, o “Karatedō” tem menos de 100 anos.

Inclusive o seu nome.

Faixas, fileiras, uniformes, terminologia, graduações, estilos, etc, também são invenções modernas.

No entanto, apesar de sua relativa juventude, o Karatedō possui muitos fatos mal interpretados que escodem suas origens, sua profundidade e sua essência reais.

Por exemplo, o próprio nome “Karatedō” em si.

Deixe-me explicar:

O Karate vem de Okinawa, uma pequena ilha localizada ao sul do Japão.

Okinawa foi um importante centro comercial entre muitos países asiáticos, tais como> Tailândia, Birmânia, Filipinas, Taiwan e Coréia.

Mas…

O principal país com o qual Okinawa mantinha contato era a China.

A cultura chinesa era considerada superior, melhor, mais sofisticada...

Cada pessoa, ideia ou produto que vinha da China para Okinawa era tratado com o máximo de respeito – inclusive suas artes marciais.

As artes marciais chinesas eram chamadas de “Tōde” pelos habitantes de Okinawa.

Tōde (Tōdi também escrito, Tuidi, Tōte, etc.) significa literalmente "mão chinesa" na língua de Okinawa.


Agora preste atenção:

O primeiro caractere (“Tō”) também pode ser pronunciado “Kara” em japonês.

Por quê? Porque caracteres japoneses podem ter várias pronúncias.

Aqui é onde a nossa história toma um rumo interessante...

Veja, depois de cultivar “Tōde” por muitos anos em Okinawa, um punhado de praticantes locais (entre eles: Gichin Funakoshi, Kenwa Mabuni, Chōjun Miyagi, Chōki Motobu, etc.) queria espalhar esta arte no Japão continental.

Infelizmente, o Japão estava em conflito histórico com a China neste período.

Tudo o que tinha conexões com a China não agradava os japoneses.

Assim…

A fim de tornar “Tōde” aceito pelo público japonês, várias coisas tinham que mudar.

Inclusive o nome.

O primeiro caractere (“Tō” / “Kara”) foi substituído por um caractere alternativo - também pronunciado “Kara” - mas com o significado “vazio” em vez de “chinês”.


Bingo!

"Mãos chinesas" tornou-se "mãos vazias".

Em 25 de Outubro, em 1936, às 4 da tarde, uma reunião histórica, foi realizada pelos mestres de Okinawa, onde oficialmente se decidiu mudar o nome de “Tōdi” para “Karate”.

Foi acordado que “Karate” seria mais fácil de promover no Japão continental.


O Karate moderno nasceu.

Na verdade, o “Karate” não era apenas mais fácil de pronunciar em japonês, mas também fazia mais sentido para o público em geral, como o seu novo significado ("mãos vazias") ficava mais alinhado com a filosofia em busca de paz da sociedade japonesa moderna.

Por fim, a terminação “Dō” foi adicionada.

"Dō" é a palavra japonesa para 'Caminho' / Via, e significava que o Karate era uma trilha filosófica... um modo de vida – e não apenas um método de combate.

Bam!

Desta maneira a arte da mãos vazias foi criada.

A arte de defesa pessoal, Tōdi, de raízes chinesas, foi substituída pela arte japonesa de autodesenvolvimento, de valores, do Karatedō.

E é assim que o Karatedō chegou ao seu nome atual.

Não é fascinante?

---------------------------

Referências:

ENKAMP, Jesse. How Karate Got Its Name. Disponível em: http://www.karatebyjesse.com/karate-name-meaning/. Acesso em: 17 de Setembro de 2016.

---------------------------

Tradução/Resumo/Adaptações:

Denis Augusto Cordeiro Andretta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.