Entrevista com Yukimitsu Hasegawa

7 vezes campeão do mundo... Isso soa como algo falso... exagerado... algo que um “grande mestre moderno” (no sentido figurado) colocaria em seu cartão de visitas.

Mas ... No caso de Yukimitsu Hasegawa, é real...

Nascido e criado no berço do Karate moderno, Yukimitsu Hasegawa é conhecido como o líder do dinâmico trio “Os irmãos Hasegawa”, que vem ganhando títulos mundiais de Karate por muitos anos, tanto em Kata individual como em equipe.

Na realidade, ele é o responsável pela popularização de muitos dos Kata com os quais competimos hoje.

Depois de uma carreira bem sucedida como esta, a maioria das pessoas provavelmente se aposentaria, certo?

Não é o caso de Yukimitsu Hasegawa... que quando não está ocupado treinando, viajando ou ensinando, compete em torneios locais ou, ainda, participa de aulas em outros Dōjō.
“Acreditem, quando treinei neste verão em Okinawa com Tsuguo Sakumoto ele estava lá. Imagine minha surpresa quando estava praticando Kata e, de repente, ao meu lado está o lendário Yukimitsu Hasegawa! Yukimitsu Hasegawa também é um dançarino brilhante de Salsa, mas isso é outra história.” (ENKAMP, Jesse)
Graças aos meus amigos no “SportivArt” consegui o contato e “roubei” 30 minutos do tempo de Yukimitsu Hasegawa para uma entrevista exclusiva. (...)

Prontos? Vamos lá...


Jesse: Quando você começou a praticar Karate?

Yukimitsu Hasegawa: Comecei aos 15 anos, quando assisti meu irmão mais velho praticando. Parecia divertido.

Jesse: Você ganhava competições desde o início?

Yukimitsu Hasegawa: Ah, não [risos]! Eu era muito ruim! Porém, depois de treinar muito, finalmente conquistei minha primeira medalha, após três ou quatro anos de prática.

Jesse: O Karate mudou, em relação a quando você começou? Antigamente, era muito diferente dos dias de hoje?

Yukimitsu Hasegawa: Os fundamentos não mudaram. Kihon é Kihon. Porém, a velocidade e a potência são definitivamente mais importantes hoje em dia, especialmente em competições. É mais atlético. O treino regular também mudou, com métodos de treinamentos progressivos.

Jesse: Por que você escolheu se especializar em Kata e não em Kumite?

Yukimitsu Hasegawa: Antes de tudo, em meu Dōjō, nunca separamos Kata e Kumite. Eles andam de mãos dadas. Meu Sensei sempre disse: “Só Kata, não... não. Só Kumite, não... não”. O verdadeiro Karate possui ambos os elementos. No entanto, como eu melhorei, poderia ser selecionado para a equipe nacional se me especializasse em uma categoria.

Uma vez que meus irmãos e eu gostávamos de Kata, decidimos formar uma equipe. “Os três irmãos”. Fomos selecionados como a equipe nacional de Kata do Japão.

Mas não me interpretem mal, sempre treinei Kata e Kumite no Dōjō. E continuo a fazer. Isso é Karate. Foi apenas para a realização de competições que foram separados.


Jesse: Certo. Você não é apenas um ex-campeão, também é um grande “Coach” (treinador/técnico). Quais são os “segredos” para se tornar bom em Kata?

Yukimitsu Hasegawa: Só há um segredo... a prática [risos]! E sempre praticar corretamente.

Jesse: O que você quer dizer com “praticar corretamente”?

Yukimitsu Hasegawa: Essa é a parte difícil. Não posso responder isso para você. Isso depende de cada indivíduo. Todo mundo precisa de uma prática diferente. Você deve se perguntar: “Qual é pratica ideal para mim?” Pense profundamente sobre sua formação.

Essa mentalidade é muito importante, porque você também pode alcançar um nível muito elevado, praticando errado!

Jesse: É mesmo?

Yukimitsu Hasegawa: Sim, se você praticar errado por muitos anos, vai se tornar muito bom na performance de um Karate ruim.

Jesse: [Risos] Isso é verdade!

Yukimitsu Hasegawa: E muitas pessoas não conseguem ver a diferença.

Jesse: Sendo assim, de um modo geral, quais são os erros comuns que você vê quando as pessoas tentam praticar “corretamente”?

Yukimitsu Hasegawa: Há muitos. Vou mencionar apenas os que vejo com mais frequência no ocidente. Por exemplo, alguns praticantes de Karate, especialmente competidores em Kata, parecem pensar que os movimentos devem ser sempre realizados de forma dura. Parecem muito tensos. Não há nenhum sentimento de fluxo nos movimentos.

Este é um nível muito básico de Waza (técnicas), mas apesar de treinar por muitos anos nunca passam para o próximo nível.

Além disso, vejo um monte de respiração artificial. É obvio, para mim, que o objetivo não é respirar de fato. É para fazer sons altos, para parecer mais impressionantes. É o mesmo com o excesso de batidas no Karate-gi.

Jesse: Realmente. De que outra forma você apontaria diferenças entre o Karate ocidental e o japonês?

Yukimitsu Hasegawa: Minha experiência com o ocidente vem principalmente da Europa e vejo um monte Shōtōkan por aqui. Muitíssimos. Isso é diferente no Japão, onde os quatro estilos principais são igualmente populares. Shitō-ryū, Shōtōkan, Wadō-ryū e Gōjū-ryū. Todos são muito bons em seus respectivos estilos no Japão!

Jesse: O Shōtōkan é semelhante na Europa e no Japão?

Yukimitsu Hasegawa: Não, é muito diferente!

Jesse: Como?

Yukimitsu Hasegawa: Em muitos aspectos. Na Europa, as pessoas têm a velocidade e a potência soberbas. São muito fortes fisicamente. Mas tem pouca ideia sobre o significado dos movimentos, o Bunkai. Isto é algo em que pensamos muito no Japão. O que os movimentos significam? Como eles são utilizados em defesa pessoal?

Se você não sabe isso, você não está praticando uma arte marcial. As técnicas se tornam mais sofisticadas, quando você sabe o significado dos movimentos, porque então você pode mostrar o sentimento correto.

Jesse: Concordo em gênero e número! No entanto, quando ensino Bunkai para competidores, começam a “fazer olhinhos”.

Yukimitsu Hasegawa: Isso é um erro. Porque mesmo se você usar o Kata somente para competir, um bom árbitro irá atribuir-lhe pontos mais altos, se você não está apenas fazendo movimentos físicos corretamente, mas também expressa o real significado de cada Kata, o que só é possível através do entendimento e da prática dos Bunkai.

Jesse: Não poderia estar mais certo. Mas há algo que me incomoda: Quando você olha para o Kumite e para o Kata modernos, parecem muito desconectados. Como as pessoas podem preencher esta lacuna?

Yukimitsu Hasegawa: Ao compreender o básico. Kihon conecta tudo sempre.

Jesse: Por favor, explique!


Yukimitsu Hasegawa: Por fora, Kata e Kumite são muito diferentes. Mas a mentalidade deve ser a mesma entre ambos. Você está lutando. E as noções básicas de combate, força, relaxamento, tempo, visualização, potência e velocidade são todos praticados em Kihon. Os movimentos básicos e, principalmente, a mentalidade, de um campeão mundial em Kata e de um campeão mundial em Kumite são exatamente as mesmas.

Jesse: Ser campeão mundial de si mesmo, não tenho dúvidas de que você está certo. Pode descrever sua experiência ou lembrança favorita em competir em um mundial?

Yukimitsu Hasegawa: Sim, 1992. Campeonato Mundial da Espanha. Eu e meus irmãos ganhamos a sexta medalha de ouro. Boa lembrança. Este foi o último Campeonato Mundial que vencemos antes que as novas regras de bandeiras fossem introduzidas.

Jesse: Bons tempos! Para finalizar, qual sua esperança para o futuro do Karate?

Yukimitsu Hasegawa: Seishin.

(...) Jesse: O que? Seishin? (...)

Yukimitsu Hasegawa: Sim, em português é “Espírito”. Espero que o futuro do Karate não seja apenas técnicas rápidas, ou ser forte. Quero que as pessoas entendam o “Espírito do Karate”. Fazer mais amigos, ajudar os mais fracos, aprender uns com os outros e viver uma vida significativa através do Karate. Isto é Seishin.

Jesse: Incrível! E se você pudesse dar um conselho final para as pessoas que querem alcançar a grandeza no Karate, o que seria?

Yukimitsu Hasegawa: É impossível dar apenas um... Mantenha-se motivado. Estabeleça metas pessoais. Pense bem sobre sua formação. Por que você está treinando Karate? Para saber mais técnicas? Para se tornar um campeão? Para proteger uma dama? Encontre a sua motivação, perguntando “Porquê?”. Em seguida, procure as melhores formas de melhorar. E nunca desista!

Jesse: Muito bom! Últimas palavras?

Yukimitsu Hasegawa: Amor e paz [Risos]!

-----------------------------------------------------------------
Referências:

ENKAMP, Jesse. KaratebyJesse. Exclusive Interview: Yukimitsu Hasegawa – 7x World Karate Champion. Disponível em: http://www.karatebyjesse.com. Acesso em: 28 de Setembro de 2014.

-----------------------------------------------------------------
Tradução:

Andretta, Denis Augusto Cordeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Destaque

Entrevista com Kenzō Mabuni

Kenzō Mabuni 1. Quando teu pai começou a praticar Karate? Quando tinha 13 anos.  2. Quem foram seus professores? Itosu Sensei e Hig...