Karatedo ou Karatedō?


Por que deveríamos usar o acento "macron" sobre as vogais para escrever esta palavra? 

Numa primeira abordagem, não parece haver nenhuma razão para fazê-lo, uma vez que esta palavra é bem conhecida ao redor do mundo SEM usar essa "coisa de macron". 

De fato, algum tempo atrás discutimos em um fórum como este termo deveria ser escrito, quero dizer: Karatedo ou Karatedō? 

A conclusão que algumas pessoas chegaram foi: 
"Karatedo é agora um termo internacional comumente usado sem macron em todos os livros escritos em inglês e publicações disponíveis, incluindo-se publicações japonesas." 
...Mas isso não é completamente verdade, porque uma pequena coisa que não foi dita foi: O PORQUÊ que esta expressão tornou-se "um termo internacional comumente usado sem macron"... E ao não explicar "O PORQUÊ" permite que as pessoas pensem que este é o processo correto de converter caracteres e ideogramas japoneses para o nosso alfabeto. Isso não é uma afirmação válida. 

A fim de mostrar - definitivamente - o nosso ponto de vista de uma forma muito clara, vamos tomar um exemplo prático onde podemos mostrar-lhe "O PORQUÊ de as coisas serem feitas de uma determinada maneira e não de outra. 

Vamos usar indivíduos de cinco partes diferentes do planeta: 
  1. AMÉRICAS - Nenhum conhecimento de Karatedō ou língua japonesa. 
  2. EUROPA- Nenhum conhecimento de Karatedō ou língua japonesa. 
  3. ÁFRICA - Nenhum conhecimento de Karatedō ou língua japonesa. 
  4. OCEANIA - Nenhum conhecimento de Karatedō ou língua japonesa. 
  5. ÁSIA - Nenhum conhecimento de Karatedō ou língua japonesa. 
Estes cinco indivíduos começaram as aulas de Karatedō e língua japonesa no mesmo dia. 

Todos vão à escola de língua japonesa e perguntam aos seus professores a correta forma de escrever os ideogramas 空手道 ou os caracteres からてどう usando os nossos caracteres... 

Dependendo do professor que eles têm as respostas possíveis são (não esquecer que eles efetivamente estão a aprender cultura japonesa e Karatedō ao mesmo tempo): 
  1. Karatedō (se o professor conhecer o sistema HEPBURN de romanização - neste sistema as vogais longas são mostradas através do uso do acento "macron" - uma barra horizontal sobre a vogal "-") か KA - ら RA - て TE - ど DO - う U 
  2. Karatedô (Se o professor conhece os sistemas KUNREI e NIHON de romanização - nestes sistemas todos os caracteres mantêm os seus valores fonéticos e, desta forma, todos os fonemas aparecem na transcrição) か KA - ら RA - て TE - ど DO - う U 
Naturalmente, todos aqueles estudantes começaram a aprender a escrita japonesa e (como isto é uma via de dois sentidos) começaram a tentar escrever palavras japonesas utilizando-se dos caracteres (KANA) que encontram em livros, revistas etc.. 

Um destes novos estudantes encontra a palavra "Karatedo", ele(a) vai para a casa e começa a escrever utilizando-se dos KANA: 

KARATEDO... KARA, TE e DO...からてど?! 

No dia seguinte... 

Aluno: "Sensei, isto está correto?" E mostra a palavra KARATEDO como からてど. 

Professor: "Não, não está. Karatedō ou Karatedô (dependendo do processo de romanização) usam vogais longas. Você tem de expressar estas vogais usando um caractere extra: “う”. Assim, o correto é からてどう." 

Por esta razão para aqueles que realmente querem aprender o Karatedō e cultura japonesa usarão "macron", a fim de que eles sejam capazes de escrever palavras romanizadas novamente em língua japonesa de forma apropriada. Este é "O PORQUÊ" que as coisas devem ser feitas desta maneira e não de outra. 

Poderíamos dar uma chance aos "defensores do termo KARATEDO" para que explicassem "O PORQUÊ" de a expressão ter se tornado "um termo internacional comumente usado sem macron"... Mas para evitar mais confusão nós mesmos explicamos o motivo: há alguns anos atrás quando o Karatedō estava a dar os seus primeiros passos nos países ocidentais, as pessoas OUVIAM as palavras japonesas e o som que eles ouviam era exatamente o que elas escreviam. 

Assim, devido a falta de pesquisa em fontes fidedignas, os termos KARATEDO, JUDO, JIU-JITSU, etc. apareceram e foram amplamente difundidas. 

Ninguém - dissemos NINGUÉM - é capaz de escrever em japonês - usando os KANA - a palavra romanizada "KARATEDO". Por esta razão, independentemente do que os "defensores do termo KARATEDO" possam dizer, escrever KARATEDO sem macron é errado dentro do processo de romanização da língua japonesa. 

É uma acomodação a uma romanização errada? SIM, É! (A propósito, a "acomodação" por si só já é um erro...) 

Isso é algo que possa ser facilmente modificado? De jeito nenhum! Há muitas pessoas, muitos "mestres" que preferem não fazer esforço algum para aprender a forma correta. "Está bom do jeito que está", dizem. 

Por outro lado, os nossos "posts" destinam-se àqueles que estão a começar o Karatedō, realmente têm interesse na cultura japonesa e a aprender a forma correta de expressarem-se neste idioma usando as letras do nosso alfabeto. 

Mais uma vez... é tudo uma questão de escolha pessoal. 

Quanto a nós, vamos continuar a utilizar o macron a fim de que as pessoas que estão a aprender a língua japonesa correta sejam capazes de escrever (e procurar em dicionários, processadores de texto japoneses) as palavras que escrevemos. 

Quanto às outras pessoas que querem manter o termo KARATEDO inalterado... são suas escolhas e nós as respeitamos. Contudo, agora estas pessoas podem dizer: "Eu conheço a forma correta, mas eu prefiro usar a forma 'conhecida'." 

-------------------------------------------

NOTA

Não havendo o acento "macron" no seu teclado, o acento "circunflexo" pode ser utilizado. Exemplo: Karatedō ou Karatedô


NOTA FINAL E CONCLUSIVA

De acordo com o livro :

日本語・漢字入門 
国際交流基金 

Língua Japonesa - Introdução aos KANJI 
A FUNDAÇÃO JAPÃO 

A palavra japonesa 空手道 é oficialmente "romanizada" como KARATEDŌ (com macron sobre a vogal longa). 

\(^_^)/ 

-------------------------------------------

Osu! 
Denis Andretta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Destaque

Entrevista com Kenzō Mabuni

Kenzō Mabuni 1. Quando teu pai começou a praticar Karate? Quando tinha 13 anos.  2. Quem foram seus professores? Itosu Sensei e Hig...