A filosofia do Budō

Hoje reproduziremos na íntegra um artigo escrito pelos Hanshi Ōgata Taketora e Hamada Teshin que foi gentilmente traduzido pelo Sr. Joséverson Goulart e que trata da filosofia da Dai Nippon Butoku-kai (Associação das Virtudes Marciais do Grande Japão).

"É dito há muito tempo que a pena e a espada são como as duas rodas de uma carroça e as duas asas de um pássaro. Consequentemente, elas pertencem a um único conceito de virtude universal e são naturalmente inseparáveis. É desnecessário dizer que são a base perene da educação moral. 

Nakae Toju, um estudioso do Confucionismo do começo do século XVII no Japão, afirmou nos seus tratados que a "pena" são os meios através dos quais as pessoas governam-se a si mesmas de forma pacífica e através dos quais as pessoas cultivam e nutrem as cinco principais virtudes: benevolência, dever, lealdade, piedade filial e amor. A "espada", por outro lado, são os meios através dos quais as pessoas defendem e restauram tais virtudes quando julgarem que isso é inevitável. Portanto, a "espada" são também os meios necessários para manter uma sociedade pacífica. 

O caractere Chinês Bu [武], cujo significado é "Marcial", é composto por dois sub-caracteres: 止 e 戈 os quais significam "parar as lanças" ou "parar a violência ou beligerância agressiva". As "Virtudes Marciais" (Butoku [武徳]) enfatizam um axioma fundamental ao atingir os nobres objetivos de uma sociedade pacífica e harmoniosa. Desta forma, "a pena e a espada" são fundamentalmente os mesmos ideais filosóficos que estão em dependência direta um do outro. 

É inegável que vemos na história humana o abandono da "pena" e a má utilização e exploração da "espada". Contudo, também é verdadeiro que não podemos controlar ou gerir a nossa casa a não ser que a "pena e a espada" tornem-se a verdadeira base das virtudes de uma entidade indivisível. 

As origens de cada nação estão profundamente enraizadas na história. Hoje damos valor e empenhamo-nos em manter ideais sociais tais como liberdade, paz, fraternidade e justiça social, ideais que as nações democráticas modernas tentam atingir. 

Manter "a pena e a espada" como uma virtude inseparável para a criação de uma grande sociedade pacífica é indispensável e vital para as gerações futuras. 

Esperamos que as pessoas que seguem o Budō desenvolvam e cultivem os seus próprios caracteres e contribuam de forma decisiva para a educação moral das suas nações. Com isso a essência do Butoku, significando "virtudes" contribua para o desenvolvimento harmonioso "da pena e da espada", a chama da excelência, espírito de boa-vontade e paz duradoura para todo o mundo." 

Osu!
Denis Andretta.

--------------

Referências:

TAKETORA, Ōgata; TESHIN, Hamada. A filosofia da Dai Nippon Butoku-kai. Disponível em: <http://groups.google.com/group/andretta-no-kenkyushitsu/>. Acesso em: 9 de Abril de 2009.

Tradução: Joséverson Goulart.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Destaque

Entrevista com Kenzō Mabuni

Kenzō Mabuni 1. Quando teu pai começou a praticar Karate? Quando tinha 13 anos.  2. Quem foram seus professores? Itosu Sensei e Hig...