Praticante de Karate ou "Karatedōka"

Há uma diferença abismal entre "praticante de Karatedō" e "Karatedōka, da mesma forma com "praticante de Jūdō" e "Judōka", "praticante de Aikidō" e "Aikidōka", "praticante de Kendō" e "Kendōka", etc... 

Nos países ocidentais não há uma definição muito clara entre estas duas definições e muitos autores publicam obras sobre artes marciais japonesas onde não há a distinção entre estes dois conceitos e isso é um erro grosseiro. 

Contudo, a diferença é bastante clara em se tratando da aplicação japonesa destes dois termos. 

Vejamos, então, o que se entende pelo sufixo "Ka" colocado em Karatedōka, Judōka, Aikidōka, Kendōka, etc...

O sufixo "Ka", diferentemente dos graus técnicos onde vemos uma verdadeira corrida às graduações, não depende da cor da faixa ou do número de anos de prática. 

O ideograma "Ka", traduzido literalmente significa "casa", "lar", mas no caso das artes marciais é traduzido como "especialista", "alguém que se especializou em". Ou seja, tornou-se "a casa (o lar) onde mora a arte". 

Uma pessoa que negligencia o estudo e a prática da arte que escolheu não passa de um mero "praticante", enquanto uma outra que pratica e estuda, procurando sempre saber mais a respeito da arte que escolheu, tem a possibilidade de tornar-se um "especialista" algum dia. 

A diferença entre o "praticante" e o "especialista" é que um aprendeu o "feijão com arroz" e acomodou-se enquanto que o outro continua a estudar e aprender o máximo que pode sobre a arte que pratica. Estes que "treinam e estudam" as suas artes podem ser chamados de Karatedōka, Judōka, etc. Pois é este o verdadeiro significado que o sufixo "Ka" encerra em si mesmo. 

Lembrem-se sempre do conceito Bunbu-ichi, ou melhor, de que "o treino literário e o treino militar devem ser feitos
como sendo uma única coisa." Ou ainda, de manter "a pena e a espada em comum acordo". 

Agora, sendo sinceros com nós mesmos, perguntemo-nos:
Sou eu um "praticante" ou um "especialista" da arte que pratico? 
Osu!
Denis Andretta

--------------

Referências:

GOULART, Joséverson. Praticante de Karate ou Karateka? Disponível em: Andretta no kenkyūshitsu <http://groups.google.com/group/andretta-no-kenkyushitsu/>. Acesso em: 20 de Julho de 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.